Profissão Cosmaker

Cosplay e Cosmaker: Paulo Duplex
Mora em: Juazeiro do Norte, Ceará.

Nem todo cosplayer possui a disposição, o tempo ou a habilidade necessária para fabricar a própria fantasia.

Para isso temos os chamado(a)s Cosmakers, profissionais que se dedicam a produzir nos mínimos detalhes o traje do personagem escolhido.

Este é o caso de Paulo Duplex, cosplayer e cosmaker que entrevistamos hoje.

1) Paulo, quando e por que você decidiu começar a trabalhar como Cosmaker? Atualmente essa é sua única profissão ou você tem outra?

R: Comecei em 2016, confeccionando uma armadura do Homem de Ferro para o aniversário de 3 anos do meu filho, a partir daí começaram a aparecer convites para eventos e propostas para confecção de acessórios para cosplay. Em setembro do mesmo ano, participei de um evento regional, depois disso não parei mais, foi amor à primeira apresentação.

Cosplay: Máquina de Combate

2) Essa é sua única profissão ou você tem outra?

R: Sou artista plástico e grafiteiro, profissões que agregam muito ao Cosmaker, por necessitarem de uma criatividade apurada. Trabalho bastante com materiais reciclados nos meus Cosplays, desde garrafas plásticas até engrenagens e sucatas de aparelhos eletrônicos.

3) Em uma olhada rápida em seu Facebook, vemos fotos de Cosplays do Homem de Ferro, Máquina de Combate e Predador, e todos são muito impressionantes. Quanto tempo e o que foi preciso para você alcançar o atual nível de qualidade em seus trabalhos?

R: Todos, sem exceção, tem seu grau de dificuldade e o que os torne especiais. Já demorei de 20 dias até 08 meses para confeccionar um Cosplay. Acho que o segredo são horas de dedicação e saber aprender com os erros.

4) De todos os Cosplays que você produziu, quais foram os que mais tempo e trabalho levaram para serem feitos? Valores são sempre uma questão delicada, mas, você poderia nos dizer em média, quanto custa um cosplay feito por você?

R: Sem sombra de dúvida, foi um T.Rex de de 5 metros de comprimento por 3 de altura, que levou 8 meses para ficar pronto. O Predador também é um dos mais trabalhosos. Sobre os valores, variam de personagem para personagem, mas giram entre R$2.500,00 e R$12.000,00.

Cosplay: Robocop

5) Há algum Cosplay no qual você esteja trabalhando ou planejando trabalhar no momento?

R: No momento estou trabalhando em um Alien que vai para Portugal. Já nos projetos pessoais, pretendo fazer: Bumblebee, Spawn, Aldebaran de Touro, Immortan Joe, Elder Predador, entre outros.

6) Seus Cosplays, vestidos por você ou por outros, já ganharam prêmios? Pode citar alguns?

R: Sim, ganharam, aqui vai uma lista:

  • 2016: Iron Man Mark 7 (1º Lugar Expoanime)
  • 2017: Predador (1º Lugar Expoanime)
  • 2017: Iron Man Mark 4 (1º Lugar Expoanime)
  • 2018: Nemesis Resident Evil (1º Lugar Expoanime)
  • 2018: Predador (3º Lugar Sana)
  • 2019: Máquina de Combate (1º Lugar Expoanime)
  • 2019: Máquina de Combate (1º Lugar Sana)
  • 2019: Robocop (1º Lugar Expoanime)

Além dos Cosplays utilizados por terceiros, que ganham prêmios com trajes ou acessórios feitos por mim. Fico muito feliz quando me marcam nas premiações.

7) Como você enxerga o atual momento dos Cosplays no Brasil? Qual a importância deles, e os eventos os recebem adequadamente?

R: Noto que os Cosplayers possuem uma importância significativa para qualquer evento Geek. Infelizmente, alguns eventos nacionais e internacionais ainda não dão a devida importância e estrutura, como um camarim adequado, e, no mínimo, água. Isso acaba desencorajando o Cosplay, que já gasta com a locomoção e com a confecção de seu traje, para poder dar um show a parte.

Cosplay: Predador

8) Vimos que você, além de Cosmaker, também atua como Cosplay, inclusive indo em escolas e eventos. Você poderia nos falar mais a respeito deste trabalho? Como você se sente quando veste a fantasia de um personagem?

R: Quando fiz meu primeiro cosplay, a intenção era impressionar o meu filho. Foi aí que percebi que poderia fazer algo que chamasse a atenção para a cultura Cosplay, como também levar um pouco de alegria para crianças carentes e hospitalizadas. Me juntei com uma galera do bem chamada COSPLAYERS CARIRIS, e fazemos eventos em escolas, comunidades carentes, hospitais, entre outros. Para algumas crianças, quando nos caracterizamos como o personagem, viramos o próprio super-herói.

9) Ok, se alguém deseja seguir a sua profissão e começar a confeccionar Cosplays, qual conselho você daria para os iniciantes?

R: Procure um personagem com o qual você se identifica, isso é primordial. Não ligue para críticas negativas, sempre vai aparecer um para querer te colocar para baixo, por outro lado, vai surgir uma centena para elogiar e ajudar a seguir em frente. Cosplay não tem idade! Procure sempre trabalhar com materiais recicláveis ou de baixo custo enquanto não adquire prática, e lembre-se, a perfeição vem com o tempo.

10) Se alguém deseja comprar ou encomendar um Cosplay feito por você, como pode lhe contatar?

R: Minhas Redes Sociais são:

  • Facebook: Paulo Duplex
  • Instagram: paulo_duplex22
  • Whatsapp: (88) 98802-5314

___________________________________________________

Cosplay: Batman com Armadura e Arlequina

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *