Cosplay: Senhor Destino

Fábio Raven é a identidade do portador do Elmo do Destino nesse cosplay, ele escolheria Liam Neeson para interpretar o Senhor Destino no cinema, ficou surpreso com a quantidade de pessoas que pediram para tirar fotos e conversar sobre o personagem, e escapou de um começo de depressão graças ao Cosplay.

Confira a seguir o nosso bate papo.

Cosplayer: Fábio Raven

Ficha Técnica:

  • Cosmaker Que Produziu: Catarina Leite
  • Contato da Cosmaker: @cat_shinchan
  • Preço do Cosplay: 700 reais apenas o traje. Elmo importado XCoser em torno de 230 reais. Total: R$930,00.
  • Tempo que demorou para ficar pronto: Demorou pouco mais de 6 meses pois fiz encomenda no início do ano sem pressa pois iria utilizar somente na CCXP 2018.

Super Ninguém: Superman, Batman, Homem Aranha, Capitão América, o que não falta é super-herói famoso, o que, vamos combinar, não é o caso do Senhor Destino, o que te levou a escolhe-lo para cosplay?

Fábio: Sempre gostei dos personagens clássicos da DC Comics. Senhor Destino é um herói que surgiu em 1940 e faz parte da primeira equipe de super heróis dos quadrinhos, a Sociedade da Justiça da América. Não tive muito acesso à eles quando criança,  mas as poucas aparições deles em outras histórias  eram fascinantes. Ele tem um passado ligado à mitologia egípcia,  oque me atrai muito também. Ele é um personagem muito poderoso e enigmático. Por isso o escolhi.

Cosplay Senhor Destino: Fábio Raven

Super Ninguém: Nós vivemos em um país quente em uma parte do ano, muito quente em outra, e infernal na maior parte do tempo. Quanto tempo demora para vestir a fantasia e quão quente e incômoda ela é?

Fábio: Puxa vida! O traje é todo em courino e ele é muito quente!!! Já começa o sofrimento pra vestir, perco uns 20 minutos pra ficar pronto e uns 10 quilos durante o evento de tanto suar!!!

Super Ninguém: Você está brincando sobre esse lance dos dez quilos, não está?

Fábio: Estou, dez quilos é exagero kkkk, mas da pra suar de verdade dentro do traje. Quando tiro ele, realmente, se torcer escorre suor.

Super Ninguém: A versão que eu mais me lembro do Destino foi a que fez parte da primeira formação da Liga da Justiça do Keith Giffen, você chegou a ler?

Fábio: Sim! Foi uma ótima fase, tenho essa coleção completa guardada com muito carinho! Embora Giffen e DeMatteis não tenham explorado todo o potencial do personagem, já que as aventuras eram mais cômicas e logo ele foi retirado do grupo…

Super Ninguém: Pois é, acho que o personagem não se encaixava muito com a proposta que Giffen e DeMatteis tinham para aquela liga, por isso foi removido logo. Já que estamos falando disso, são várias versões do Senhor Destino, tanto nos quadrinhos quanto na TV, qual é a sua?

Fábio: Meu Senhor Destino bebeu visualmente da versão que apareceu na série Smallville, mas com detalhes que remetem ao game Injustice 2. Resolvi não fazer ele totalmente fiel à uma versão específica pois não participo muito de concursos.

Cosplay Senhor Destino: Fábio Raven

Super Ninguém: Apesar de haver várias versões, ainda não tivemos um filme ou uma série solo do personagem, você acha que seria algo viável? Seria algo na linha Constantine, talvez?

Fábio: Sim seria algo na linha do Constantine, mais sombrio, com pitadas de aventura como o Doutor Estranho. Mas possivelmente o veremos em breve no filme do Adão Negro estrelado pelo The Rock, pois eles tem um passado em comum no antigo Egito, e a Sociedade da Justiça terá participação no filme. Também o veremos logo na série de TV Stargirl,  que tem feito grande homenagem aos heróis da Sociedade.

Super Ninguém: Sim, segundo o próprio “The Rock”, que vai interpretar o Adão Negro, veremos a Sociedade da Justiça no filme. E quem você escalaria para viver o Senhor Destino?

Fábio: Eu apostaria em um ator mais maduro, que demonstre ter a experiência de um mago imortal que luta pela luz desde os anos 40 e que carrega o fardo de não se deixar corromper pelo poder do Elmo do Destino. Meu alerta de fã escolheria Liam Neeson.

Super Ninguém: Eu já fui em vários eventos e já te vi ou acho que te vi, porque com a máscara fica difícil de saber, em vários deles. De quantos eventos você já participou como Senhor Destino? Já ganhou algum prêmio?

Fábio: Você deve ter me visto sim! Senhor Destino esteve presente na CCXP de 2018 e 2019, e foi muito divertido ser reconhecido no meio de tantos outros personagens mais famosos e que estão na mídia. Confesso que fiquei surpreso com tantas pessoas querendo fotos e conversar sobre o personagem. Posso dizer que fico muito feliz e satisfeito com o resultado alcançado pelo cosplay do Destino. Também participei de eventos aqui na cidade de Ribeirão Preto, interior de SP onde moro, e ganhei apenas um concurso com ele até então. Na verdade eu sempre me esqueço de me inscrever pros concursos kkkk… prefiro estar com os amigos curtindo o evento.

Cosplay Exterminador: Fábio Raven

Super Ninguém: Além dos eventos de cosplay, você usa a fantasia em outros locais? Não para ir no supermercado ou na farmácia, é claro, mas você tem algum trabalho em que a utilize?

Fábio: O cosplay pra mim é somente um hobby mesmo, nunca pensei em tornar isso um tipo de trabalho.

Super Ninguém: Quais são os outros cosplays que você costuma utilizar, além do Senhor Destino?

Fábio: Além do Senhor Destino,  meu outro cosplay favorito é o Exterminador. Eu já fazia uma versão própria do personagem,  quando fui convidado em 2018 pra fazer parte de um grupo cosplay de personagens do Arrowverse. A partir daí alterei o traje e o padrão das cores pra que ele ficasse parecido com a versão do Exterminador que aparece na série Arrow e comprei um capacete similar ao da série. Esse upgrade inclusive me rendeu uma sessão de fotos com o ator Manu Benett que interpreta o personagem. Tenho muito a agradecer ao pessoal do grupo  @arrowverse_cosplaybr por ter me acolhido na equipe e por ter realizado esse sonho durante a CCXP 2018.

Super Ninguém: Qual a importância do universo cosplay na sua vida?

Fábio: Sempre admirei os cosplayers nos eventos, mas era muito tímido pra arriscar, até que tive coragem de começar na CCXP 2016 com um “protótipo” do que hoje seria o meu Exterminador. Em 2017 minha vida entrou em parafuso, muitos problemas pessoais surgiram e o cosplay foi pra mim um escape dessa realidade. Passei a me dedicar em grupos onde fiz grandes amigos, tanto na minha cidade, quanto no Brasil todo. Posso dizer que o cosplay me salvou de uma depressão e uma vida tediosa aquele ano. E graças à ele posso dar meu depoimento e incentivar outras pessoas à entrar nesse universo muito gratificante e agradeço ao convite pra essa entrevista, que me motiva a continuar!  Obrigado!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *