Entrevista: Amanda Scopel, autora dos livros “Bloodlycan, A Saga dos Irmãos Mool”, Partes 1 e 2

Amanda Scopel, autora de Bloodlycan.

Amanda Scopel nasceu em Salto, no interior de São Paulo em outubro de 1990. Se formou como tecnóloga no curso Sistemas para Internet (Web design) no primeiro semestre de 2011 e desde pequena se mostrou apaixonada por ilustrações e animais, especialmente por lobos, sendo um dos fatores que a incentivaram a escolher o tema para sua primeira obra.

Iniciou o hábito da leitura a partir de 2009, ano em que também começou a escrever Bloodlycan – A saga dos Irmãos Mool. Atualmente a autora reside na cidade de Itu, no interior de São Paulo, onde também é gamer e cosplayer, além de amar assistir filmes, seriados e livros de lobisomens, dragões, terror, suspense, romance, ficção e fantasia em geral.

Super Ninguém: Você se formou como tecnóloga no Curso Sistemas para Internet. Quando e como nasceu o interesse pela escrita, em especial por Lobisomens, os protagonistas dos seus livros?

Amanda: O interesse surgiu devido a um auto desafio; sempre foi um sonho meu ilustrar minha própria história em quadrinhos, porém antes de me desafiar, eu não tinha hábito de leitura e nunca havia escrito nada além das redações do Enem. Daí comecei a dizer para mim mesma “Um dia vou escrever um livro!”, e comecei a repetir isso pra minha mente, até que um dia, devido à uma matéria na faculdade em que o professor explicava como elaborar um texto, me deu o “start” e pensei, “Vai ser agora! Vamos ver no que vai dar…”. Comecei a escrever pequenos parágrafos aleatórios totalmente perdida, a única coisa que eu sabia é que seria sobre Lobisomens, pois era o que eu possuía mais familiaridade e por amar essas criaturas. Então em 2009 eu comecei a escrever, juntamente ao hábito de leitura, pois a leitura me ajudou muito.

Super Ninguém: Além de escritora, é gamer e cosplayer. Temos uma coluna semanal onde entrevistamos cosplayers aqui no site, quem sabe você não se torna a primeira pessoa a aparecer como escritora e cosplayer ao mesmo tempo. Há um jogo de RPG, “Lobisomem, o Apocalipse”, publicado pela Devir Livraria. Você já jogou alguma vez? Existe alguma influência dele ou de outras obras, jogos, livros, filmes ou séries, na criação do universo do seu livro?

Amanda: Hoje não faço mais cosplay devido ao financeiro kkk, mas eu amava muito também! Sobre o RPG Lobisomem, o Apocalipse, eu não cheguei a jogar / ler, mas gostei muito da ideia das raças de lobisomens, inclusive os irmãos Mool, são da raça Crinos, baseada neste RPG. Sobre filmes e séries, assisti quase todos que existem de lobisomens, mas um que gostei muito foi Van Helsing e os lobisomens que aparecem nele, achei muito lindo, mas pra criar a obra, confesso que deixei as ideias virem até minha mente, não cheguei a focar na escrita sabe, a história dos Mool’s veio como visões / filmes em minha mente, foi mágico.

Bloodlycan, A Saga dos Irmãos Mool

Super Ninguém: É bastante comum que lobisomens estejam associados a outras criaturas sombrias, como vampiros, por exemplo. No seu livro, os lobisomens são os únicos seres sobrenaturais ou há a presença de outros?

Amanda: Há um mundo vasto de criaturas no mundo dos Mool, e, mesmo que o foco da história sejam os lobisomens, os vampiros estão presentes nos livros.

Super Ninguém: Quem não leu o seu livro normalmente apostaria que se trata de uma história de terror/horror, essa pessoa estaria certa?

Amanda: Sim, como toda boa história de lobisomens, é quase que essencial essa questão do terror envolvendo os lobos, e os livros se enquadram nessa categoria.

Super Ninguém: O traço das imagens tanto da capa, quanto da divulgação do livro parecem mostrar um tom mais leve.

Amanda: Digamos assim, não é um terror, “terror”, o livro conta a história da vida dos Irmãos Mool, e acaba sendo uma mistura de gêneros, incluindo fantasia, ficção, ação e romance. Sobre o tom mais leve das ilustrações, é por conta do meu traço mesmo, meu estilo de desenho é voltado para o mangá.

Super Ninguém: Conte-nos um pouco sobre a história de “Bloodlycan” e seus personagens principais.

Amanda: “Bloodlycan, a Saga dos irmãos Mool”, conta a história de dois irmãos, John (16 anos) e Allec (7 anos), que nasceram em uma família de lobisomens. A obra em si retrata o desenvolvimento destes dois personagens, que tiveram a vida marcada pela crueldade humana, devido a uma tragédia que ocorre em sua família. Os irmãos se veem obrigados a viver sozinhos e sem rumo, tentando sobreviver no mundo humano, que é impiedoso com quem é diferente.

Super Ninguém: Sobre essa questão do mundo humano ser impiedoso com quem é diferente, vou citar aqui um trecho que retirei da sinopse do seu livro: “A humanidade teme o que não consegue compreender e aniquila tudo aquilo que não obtêm controle”; Esta é uma das características que sem dúvida parece permear diversas histórias, incluindo terror e ficção. Esse medo do desconhecido e essa reação agressiva dos seres-humanos diante daquilo que não conhecem. Até que ponto isso está presente em sua obra, e você diria que podemos fazer uma conexão entre este medo do desconhecido e o preconceito que muitas vezes presenciamos em nossa sociedade?

Amanda: Está presente o tempo todo no livro, pois por causa dos seres humanos, os irmãos Mool vivem em perigo constante e temem que descubram suas verdadeiras naturezas.

Na minha opinião sim, pois é quase que automático na natureza humana julgar algo/alguém sem ao menos conhecer. Temos muito a aprender, principalmente o “não julgar” o que não compreendemos, pois cada ser é único e possuem uma “galáxia complexa” em seu interior.

Personagens de Bloodlycan, de Amanda Scopel

Super Ninguém: E o Lobisomem é uma criatura que nos lembra o eterno confronto entre o nosso lado humano e nossos instintos mais primitivos. Razão versus desejo; esse confronto também está presente no livro?

Amanda: Com certeza ^^, principalmente com o John, um dos protagonistas.

Super Ninguém: Além dos dois livros da saga dos irmãos Mool, você já publicou outras obras, contos ou textos?

Amanda: Não ^^, a saga dos irmãos Mool foi minha primeira experiência com a escrita, que graças a esse auto desafio, me incentivou a ler mais, pois leituras mudam vidas.

Super Ninguém: Quais seus planos para o futuro? Algum outro livro no forno?

Amanda: No momento estou desenvolvendo a parte 3 da saga dos irmãos Mool, mas se vierem novas ideias no futuro, porque não?

Super Ninguém: Caso os leitores fiquem interessados pelo seu livro, onde eles podem encontra-lo e adquiri-lo?

Amanda: É apenas através do site do livro www.bloodlycan.com, em que podem estar adquirindo os físicos através da Loja Oficial, ou Mercado Livre, eBooks pela Amazon Kindle ou também ler online, está disponível gratuitamente também 😉. Todos os Links através do site citado acima.

Obrigada pela oportunidade e por terem lido até aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *