Entrevista com Chris Tex e Santtos, autores da Graphic Novel “Samurai Doggy”

Chris Tex

Chris Tex é diretor de cinema, roteirista, quadrinista e agora professor de games. Possui em seu currículo um amplo conteúdo de gênero fantástico para diversas plataformas.

Criador e diretor da websérie “Nerd of the Dead” alcançando mais de um milhão de espectadores. Em 2015 fez a direção geral da série infanto-juvenil “Buuu-Um Chamado para Aventura”, uma das maiores audiências do canal Gloob.

Lançou recentemente o Filme “A Placa de Rubi” com Whindersson Nunes e após quatro anos de dedicação realiza o seu projeto mais ambicioso: “WIND PRINCESS” – um curta-metragem que retrata uma aventura épica sci-fi de NAUSICAÄ – do Vale do Vento – homenageando o universo do artista Hayao Miyazaki.

Diz ele que Samurai Doggy é a sua MAGNUS OPUS!

Santtos

Santtos é um apaixonado por quadrinhos e desenhista incansável, já realizou trabalhos para DC comics e outras editoras internacionais.

Querendo alcançar novos vôos, decidiu apostar toda a sua carreira como quadrinista. Em 2012 fez a arte da HQ Turno da Noite, escrita por Andre Vianco e distribuído pela editora Rocco. Depois fez trabalhos com as editoras Novo Século e Dark King.

Após realizar incríveis concepts arts, storyboards para filmes e para o mercado de games (Ubisoft / Blizzard), juntou-se com Chris Tex para dominar o mundo dos quadrinhos.

Diz ele que Samurai Doggy é a sua OBRA-PRIMA!

Confira a seguir a entrevista que fizemos com ambos os artistas sobre o seu mais recente sucesso: Samurai Doggy

Super Ninguém: Vendo os quadrinhos e o vídeo promocional de Samurai Doggy, não pude evitar de pensar em Samurai Jack. É coisa da minha cabeça ou há alguma influência dessa animação em seu trabalho?

Chris: Olha…influencia samurai é o que mais tem nesse trabalho. Desde Samurai X, Samurai Champloo, Afro Samurai, Sword of Stranger, Lobo solitário, Samurai 7, Vagabond e o mais recente Demon Slayer…Mas Samurai Jack tem muito pouco. Acho que o fato dele ter sido criado nos EUA fez a gente pensar “ Por que não ir direto na fonte?”

Santtos: O Chris acabou de voltar do Japão cheio de referencias e compras hahaha. E como eu também amo a cultura oriental, isso só fez a gente usar ainda mais referencias originais de lá.

Samurai Doggy, Graphic Novel por Chris Tex e Santtos

Super Ninguém: Também pensei em Usagi Yojimbo, coelho samurai criado na década de 80, e neste caso, gostaria de saber se há uma razão para escolher usar animais antropomorfizados ao invés de seres-humanos na sua obra. Samurai Doggy funcionaria tão bem se fosse um humano no lugar de um cão?

Chris e Santtos: Acredito que não. Nossa ideia foi criar um mundo onde animais, alienígenas e robôs coexistem sem a presença dos humanos. Mas dando um leve spoiler, tem um “ser humano” na série, mas não iremos revelar agora. Tem que ler! hahaha.

Super Ninguém: Aliás, a animação presente no teaser trailer, é, por si só, uma pequena obra de arte e deixa um gostinho danado de quero mais. Primeiro, quem foi o responsável por ela e, vocês conseguem imaginar Samurai Doggy saindo das páginas dos quadrinhos e migrando para as telas?

Chris e Santtos: Fomos nós mesmos que fizemos tudo. Desde o roteiro, Direção, animação quadro-a-quadro, edição, efeitos e sonorização. Como vocês podem ver nos créditos, tivemos três amigos que nos ajudaram na cor e em algumas animações 3D. A trilha sonora foi feita pelo Lucas Araújo e a Dublagem (voz do Doggy) é do Guilherme Lopes.

Confessamos que seria sonhar alto poder ver essa obra em animação nas telas. Em uma Netflix ou Amazon da vida. Mas achamos que a nossa maior realização seria se esse projeto de animação fosse feita por um estúdio Japonês e que nós coordenássemos e pudéssemos ser os diretores.

Super Ninguém: Sobre o universo de Samurai Doggy, trata-se, ao que tudo indica, de um mundo pós apocalíptico, misturando espadas e tecnologia, samurais e robôs. Difícil imaginar um samurai tendo alguma chance contra armas de fogo e tecnologia avançada. Doggy conta com magia ou outros recursos para auxiliá-lo nos confrontos?

Página de Samurai Doggy

Chris: O mundo do Samurai Doggy é vasto. Tem megalópoles, vilarejos, portos, ilhas, cidades destruídas, coliseus e lugares inexplorados. Portanto, não se trata de um mundo “necessariamente” pós-apocalíptico.

E sim! Doggy terá auxilio de magias e de uma força que todos os seres possuem dentro de si chamada ZEN.

Super Ninguém: Trata-se de uma história de vingança, Doggy está atrás daqueles que mataram sua mãe no passado. O cinema possui ótimas histórias que tem como premissa a vingança, como Kill Bill de Tarantino, ou John Wick, que, aliás, perde o controle depois que matam o seu cãozinho. Na sua opinião, por qual razão o público se identifica tanto com esse tipo de narrativa?

Chris e Santtos: Pergunta difícil porque nós mesmo somos fãs desse tipo de narrativa e para isso, precisamos olhar pra dentro de nós mesmos e entendermos.

A nossa teoria é a seguinte: a vida dificilmente é justa. São raras as exceções que acontece uma ação e reação equilibrada. Nem sempre a deusa Karma atende aos pedidos. Então, achamos que no mundo da fantasia, quando existe essa possibilidade de fazer justiça com as próprias mãos e não ter limites e nem regras que te segurem a cumprir esse objetivo, acontece uma identificação:  “ELE TEVE O QUE MERECE! PAGOU PELOS PECADOS“

Super Ninguém: Vocês já trabalharam juntos em outra HQ, Blackout, que também obteve sucesso no Catarse. Como é trabalhar juntos e como começou essa parceria?

Chris e Santtos: A nossa dinâmica funciona muito bem. 

Chris: Eu sempre amei desenho e animações, mas sou péssimo quando o assunto é desenhar. Tenho muitas ideias, referencias, mas não consigo fazer essa materialização de pegar algo do mundo das ideias e trazer para o nosso mundo. Mas o Santtos consegue captar e entender muito bem as minhas propostas, o que eu tento dizer e criar. Ele tem essa habilidade.

Nos conhecemos numa escola de artes, onde eu fui tentar aprender a desenhar, O Santtos era o professor e apesar dele ser bem didático, meu talento não deixou eu ter sucesso. Mas consegui reconhecer nele um artista que nasceu pra isso.

O fato de trabalhar com cinema, fez eu e Santtos nos aproximarmos. Ele me ajudou em alguns trabalhos fazendo concepts e storyboards e foi aí que percebemos que podíamos criar algo e contar histórias juntos. 

Santtos: Foi aí que ele percebeu que podia me escravizar pra sempre com essa ideias malucas! Hahaha

Samurai Doggy, um mundo com robôs, alienígenas e samurais coexistindo.

Super Ninguém: É verdade que Santtos, pediu que, ao contrário de Blackout, a história coubesse em uma Graphic Novel de no máximo 80 páginas, mas que você se empolgou e ultrapassou esse limite?

Chris: Sim! HAHAHA! Até hoje, na verdade, ele gostaria de fazer uma Graphic novel. Mas acho que agora que o Samurai Doggy parece ter despertado um grande interesse nas pessoas, talvez vamos ficar nessa obra durante algum tempo haha.

Super Ninguém: Se Blackout foi um sucesso, Samurai Doggy foi muito além. Enquanto falamos, a HQ atingiu 730% de sua meta no Catarse, que originalmente era de R$7.000,00. Você esperava tamanha resposta do público? E, inevitável perguntar, com esse retorno, apesar das ameaças de morte de Santtos, haverá um Samurai Doggy Volume 2?

Chris e Santtos: HAHAHA! Não….não tínhamos a mínima ideia do que ia acontecer.  Achávamos que ia demorar um mês pra chegar nos 7K e que talvez só no mês seguinte a gente conseguisse alguma força (igual foi com o blackout) pra chegarmos nos 12k.

Chris: Olha… sobre o volume 02. Como já disse, meu desejo é ter 10 volumes. Até mais! Me parece que essa vontade está cada vez mais possível. Agora depende do Santtos se ele vai aguentar ficar tanto tempo me aguentando e desenhando…

Santtos: Uma hora minha mão vai cair…só isso. Hahaha.

Super Ninguém: Para encerrar, para quando está prevista o lançamento da HQ e onde os leitores podem adquirir seus outros trabalhos?

Chris e Santtos: Dezembro vamos entregar o Volume 01 para os apoiadores. Sem ter a Comic Con e nenhum evento de quadrinhos, a única forma de ter nossas HQs é pela plataforma do CATARSE. Ainda não temos loja  e nem site. Portanto, no catarse.me/samurai-doggy é a melhor maneira de comprar!

Estamos muito felizes com tudo isso que está acontecendo e espero que vocês gostem!

Valeu pessoal!!!

Teaser Trailer da Graphic Novel Samurai doggy

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *