Cosplay: Alastor

Cosplayer: Lais Garcia

Você sabe quem é Alastor e o que é o desenho para adultos Hazbin Hotel? Não? Tudo bem, nós aqui do quartel general do Canal Super Ninguém também não tínhamos a menor ideia, até trombarmos com essa moça super talentosa chamada Laís Garcia e o seu Cosplay de Alastor.

Então vem com a gente nessa entrevista, descobrir um pouco mais sobre esse hotel localizado no Inferno e o demônio do rádio.

Ficha Técnica:

Quanto tempo demorou para terminar o cosplay: Quase 6 meses, mas ainda faltam alguns detalhes, então 6 meses +  haha!

Principais materiais utilizados: Tecidos (bastante), cola quente, cola tekbond, maquiagem, massa de eva…Paciência é considerado material também? haha

Preço do Cosplay: Nunca parei para pensar quanto gastei com o Alastor, por ter e estar demorando um bom tempo para concluí-lo. Acredito que até agora, uns R$300 reais.

O que mais deu trabalha para fazer: Acho que tudo um pouco, o que eu mais demorei foi a peruca e o sobretudo.

Dica para quem quiser fazer este cosplay: Faça com calma, seja paciente, não se apresse e lembre-se: Você nunca está completamente vestido sem um sorriso 😉

Instagram: https://www.instagram.com/deadlyvucosplay

Tik Tok: https://vm.tiktok.com/ZMJkNkmd6/

Cosplay Alastor de Hazbin Hotel / Cosplayer Lais Garcia

Super Ninguém: Creio que eu posso dizer com segurança que Alastor – O Demônio do Rádio é o cosplay menos conhecido que já aparece nessa coluna. Vamos começar com um pouco de contexto aqui, ele faz parte de um desenho chamado Hazbin Hotel, certo? Como você o descobriu? É bom? O que te atraiu nele? Uau, já fiz várias perguntas só nessa primeira, essa entrevista promete!

Laís: Certíssimo! Bem, comecei a ver alguns ‘trailers’ do episódio piloto em 2018 – 2019 por pessoas que eu seguia no instagram.

Até que mais ou menos em outubro/ novembro de 2019 as mesmas pessoas começaram a compartilhar novamente dizendo que o primeiro episódio tinha sido postado e fui conferir. Eu gostei bastante, tenho amigos meus que não gostaram nem um pouco, então vai muito de gosto.

Lembrando que é um desenho para maiores de dezoito anos, então não recomendo para menores. Acho que o traço – sou fã de animação, sou ilustradora também, então o projeto em si, ter sido feito por uma artista no comando e vários outros animadores freelancers me chamou muito a atenção, além dos personagens e design deles em si. Ah sim, e claro, o Alastor haha!

Super Ninguém: Alastor é o Demônio do Rádio, uma entidade poderosa, porque escolheu fazer cosplay deste personagem especificamente?

Laís: Vamos dizer que o personagem em si me cativou. Sempre ou quase sempre tem algum personagem que te cativa mais, seja em filme, série, desenho, anime, etc. Alastor conversou diretamente comigo haha. Me identifiquei com certas coisas dele, mas calma gente, não sou má, ta bom? Haha. Além de me identificar, adorei as expressões faciais e vi um pequeno desafio ali: Ser expressiva, mas sempre sorrindo. Parece fácil, mas estar sempre com um sorriso no rosto enquanto você mostra, raiva, tristeza, indignação, surpresa, etc, é um desafio.

Cosplay Alastor de Hazbin Hotel / Cosplayer Lais Garcia

Super Ninguém: Sobre ser expressiva, posso garantir que você venceu o desafio, mas voltamos a falar sobre isso daqui a pouco. Charlie, uma das protagonistas de Hazbin Hotel, decide recuperar pecadores ao invés de apenas condená-los. É uma proposta interessante, ainda mais partindo de uma princesa do Inferno. Você acha que ela é otimista demais? Eu, pessoalmente, tenho visto umas pessoas que não sei não, acho difícil recuperar. Aliás, algumas delas afirmam que vão para o céu, e nesse caso eu prefiro ir para o inferno, junto com o Alastor. Desculpe, estou viajando, por favor, responda à pergunta.

Lais: Pessoalmente eu acho que ela tem vontade e esperança, e bem, torço para que ela consiga alguma coisa com isso. Pessoas podem mudar, eu acredito nisso, é difícil, mas pode acontecer. HAHA!

Super Ninguém: Vendo o seu Facebook, pois é, nós olhamos o seu Facebook, sabemos tudo sobre a sua vida…tudo!!!! Perdão, eu estou sendo dramático demais, eu faço isso às vezes. Enfim, vimos que você é uma fã do Tik Tok, e, vou te dizer, os seus vídeos são sensacionais!!! Dá vontade de assistir todos. E voltando sobre o assunto da expressividade, você já fez aulas de atuação antes? Quando surgiu a ideia de utilizar o Alastor nos vídeos?

Laís: HAHA ó não, um stalker! HAHA Não tem problema!
Fico extremamente lisonjeada por ter gostado tanto dos meus vídeos, faço todos com carinho e muita empolgação, então é muito satisfatório ter um feedback tão positivo! Agora, voltando a pergunta:

Não, nunca fiz aulas de atuação…Na realidade, tive trauma de palcos. Quando eu era pequena, uns 7-8 anos, as crianças da minha escola tinham que fazer peças pequenas de teatro para os pais…Lembro nitidamente da primeira fileira de pais, alguns pais rindo de mim, por conta do meu sotaque. “Nossa, que sotaque estranho.” Depois disso, demorou muito para que eu subisse em palcos de novo. Voltei apenas quando entrei nesse mundo cosplay.


Sempre gostei muito de atuação, mas nunca coloquei em prática. Comecei a colocar mais em prática mesmo quando conheci meu noivo e agora com o Tiktok haha.

Cosplay Alastor de Hazbin Hotel / Cosplayer Lais Garcia

Sobre o Alastor, a ideia surgiu assim que decidi fazer ele. Entrei no tiktok em 2019 mais ou menos, quando comecei a fazer cosplay do All Might. Então toda vez que eu me empolgo com um personagem, exploro ele até não poder mais, seja em vídeo ou foto. No momento estou empolgada com o Alastor, então, manterei ele haha, mas se você scrollar por minha página do tiktok ou instagram, vai ver que já fiz bastante coisa com os outros, seja All Might, Larry Johnson (de um jogo chamado Sally Face)….

Inclusive, tenho o costume de misturar personagens. Na época que decidi fazer o Alastor, eu estava com o cosplay de Larry, havia misturado o Larry com o Beetlejuice, num crossover e história paralela ao jogo que havia criado… E misturei o Larry com o Alastor. Estava muito empolgada para fazer o cosplay, mas não tinha NADA apenas uma peruca vermelha comprida que não podia estilizar. Então criei o ‘Larrastor’ HAHAHA

Super Ninguém: Já pensou na ideia de transportar isso tudo para o Youtube? Acho que faria sucesso (não que isso queira dizer muito, eu também achei que Esquadrão Suicida iria bombar).

Laís: Já pensei, mas meu medo são os direitos autorais. Tiktok usa bastante música com direito autoral, coisa que o Youtube cortaria… Mas posso pensar em retomar isso e ir postando meus vídeos do Tiktok, afinal deram trabalho haha.

Cosplay Alastor de Hazbin Hotel / Cosplayer Lais Garcia

Super Ninguém: Notamos certo gosto por interpretar vilões no Tik Tok; Scar de “O Rei Leão”, Dr. Facilier de “A Princesa e o Sapo”, Patolino (provavelmente o pior deles). Você realmente prefere interpreta-los? Além do cosplay de Alastor, você faz quais outros? Tem algum outro planejado?

Laís: Tenho sim uma certa preferência por interpretar os vilões, no caso desses que você citou, bem, eu fiz com o Alastor pelo fato de que ele em si tem toda essa pegada de vilão já, então combina bastante haha, mas já interpretei mocinhos também: All Might, Larry, Rapunzel, Lydia Deetz, entre outros!


Além dos cosplays que já citei, já fiz cosplay de: Murdoc (Banda virtual: Gorillaz), Harley Quinn (Batman), Grande Saiyaman (Dragon Ball Z, um dos meus primeiros cosplays haha), Ban (Sete Pecados Capitais), Aizawa / Eraserhead (Boku no Hero), Joyce Byers (Stranger Things)…


Também tem os testes de maquiagem, ou cosplays de armário:
Charlie (Hazbin Hotel), Elsa Van Helsing (Frankenweenie do Tim Burton), Richie Tozier (Versão adulta do It capítulo 2), Daryl Dixon (The Walking Dead), Dabi, Iida, Bakugou, Toga (Boku no hero), Dwight Fairfield (jogo Dead By Daylight); tem vários e a resposta ta ficando grande, desculpe HAHAH

Sobre os planejados: Por enquanto só o Crowley de Good Omens e o Salsicha do Scooby-Doo, tirando isso é finalizar por completo o Alastor mesmo. Tenho a Morticia (Família Addams), e uma ligeira vontade de fazer o Milo e o Vincenzo da animação da Disney – Atlantis, mas não sei quando vou começar esses três.

Cosplay Beetlejuice / Cosplayer Fábio Occhiuzzo

Super Ninguém: Beetlejuice! Beetlejuice! Beetlejuice! Nós sabemos que você é noiva de um cosplayer (ok, talvez isto esteja ficando um pouco assustador) e que ele também tem certo gosto pelo macabro. Vocês se conheceram dentro do universo cosplay?

Laís: HAHAHA Sim, nos conhecemos dentro do universo cosplay. Quando comecei, ele já era cosplayer a muito mais tempo que eu, inclusive fazia peças de teatro cosplay nos eventos.

Super Ninguém: Finalmente, qual a importância do universo cosplay na sua vida e, o quanto está sentindo falta dele nessa epidemia?

Laís: O universo cosplay para mim, é muito importante porque aprendi várias coisas com ele. Aprendi a costurar, a me maquiar artisticamente, a atuar, etc.
Também agradeço pelo mundo cosplay ter me apresentado ao amor da minha vida, que me apoia em tudo, inclusive nas minhas ideias mirabolantes haha.

Sinto bastante falta de eventos, ver meus amigos neles, conhecer gente nova, andar, respirar novos ares, mostrar meu trabalho ao vivo, etc.
Faz muita falta, realmente. Gravar vídeos ajuda a distrair um pouco, mas não é a mesma coisa haha.

Trailer Hazbin Hotel (para maiores de 18)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *