Espectro Girl: Kobato cuidando (ou não) de corações partidos

Por Espectro Girl

Certo dia o céu estremeceu, e de lá saiu uma garota com uma bolsa e frasco de cristal, acompanhada de um cachorrinho azul de pelúcia, bichinho esse que além de falar com a garota ainda dá ordens e tem a árdua missão de fazer aquela mocinha desastrada se aventurar no mundo humano.

Kobato Hanato é uma criatura celestial, enviada a Terra na missão de curar cem corações partidos, sendo que cada um deles iria lhe dar “balinhas” para preencher a pequenina jarra de vidro que carregava consigo, pois, ao completar a quantidade determinada, iria poder cumprir o seu desejo de “ir a um lugar especial”.

Por ser ingênua em relação a tudo o que corre pelas ruas da Terra, Kobato acaba seguindo o convite de rapazes mal intencionados; por sorte um rapaz chamado Fujimoto estava próximo e notou o que estava acontecendo, salvando a jovem de passar por coisas ruins futuramente. Bom, estava salva, mas precisava se manter viva por quatro estações.

Kobato, Ioryogi e Fujimoto respectivamente

Ioryogi, seu cachorrinho de pelúcia, tenta guia-la para encontrar logo mais corações partidos e assim ir para seu lugar especial, mas a jornada acaba a levando a uma creche que passava por algumas dificuldades, e ali começa a trabalhar, coincidentemente era onde Fujimoto também trabalhava e pareceu ficar incomodado com a presença de uma nova pessoa por lá, afinal, a creche tinha um histórico de pessoas que ameaçavam o lugar.

Uma garota desastrada sem conhecimento nenhum de sociedade e uma pelúcia azul como orientador, tem como melhorar? O estúdio Clamp disse que tem.

Estúdio Clamp é conhecido por diversas obras, incluindo Sakura Card Captors, Guerreiras mágicas de Rayearth, Wish e Chobits. Kobato aproveitou-se desses universos já criados para criar diversos crossovers, além de acompanharmos a história principal da garota em busca de corações para curar, podemos ver também personagens de outras histórias inseridos de forma divertida ao longo da animação, uma verdadeira paixão para fãs das obras desse estúdio. Por exemplo, eu.

Kobato é a obra mais recente do estúdio, sendo publicado de 2005 até 2011, cuidadosamente trabalhando a dose ideal de comédia, drama e romance, o anime é ótimo para quem pretende fazer uma maratona no fim de semana e sentir uma imensa vontade de chorar depois de rir até a barriga doer, e como o universo trabalhou diversos outros do estúdio, seu final acaba sendo similar ao de um dos personagens incluídos, a cena é devastadora até mesmo para os corações mais fortes, já que a Clamp é a campeã em fazer finais onde nosso maior desejo é deitar no chão e chorar como se não tivesse amanhã.

Frasco de Cristal de Kobato

As tramas são bem desenvolvidas, conforme Kobato passa mais tempo vivendo em sociedade, mais ela aprende sobre, e acabamos descobrindo junto da personagem o psicológico de alguns personagens e os fantasmas que assombram suas mentes, identificamos alguns sentimentos frustrados, até mesmo acabamos caindo na ingenuidade junto da protagonista que inicialmente não sabia identificar uma intenção boa de uma ruim.

A creche onde se passa grande parte da história possui um passado fundamental para o decorrer da história, a princípio sabemos apenas que Sayaka, a dona do local, disse que infelizmente não tinha dinheiro para pagar pelos serviços no local, por isso a assistência era inteiramente voluntária, mas a presença nova ali incomodava Fujimoto por saber que a mulher era alvo fácil de pessoas com más intenções, e Kobato se vê tentada a descobrir aquilo de alguma forma, afinal, se descobrisse o que tanto afligia aqueles dois, seriam mais dois corações curados para seu frasco de cristal que nunca foi dito especificamente o destino, sabíamos apenas que seu sonho era completar sua missão celestial e ir para “um lugar especial”.

Caso queira ver o anime, para ter uma experiência ainda mais emotiva e divertida, dê uma olhada nos trabalhos do estúdio, sua grande maioria segue o padrão de comédia e drama em perfeita harmonia, nunca exagerado, e a história narrada de forma leve para que o público infantil também possa ter acesso e se entreter com os episódios cheios de animais de pelúcia falantes e anjos atrapalhados por todos os lados.

Abertura Kobato Legendada

__________________________________________________

Espectro Girl divide seu tempo em chorar de tanto rir e rir de tanto chorar vendo animes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *