Cosplay Juiz Dredd

Cosplayer: Artur Garcia

Preço do Cosplay: Aprox. R$800,00

Quanto tempo demorou para terminar: 25 dias

O que mais deu trabalho para fazer: o colete e a arma

Dica para quem quiser fazer este cosplay: Estude bem o personagem

Ele é a lei! Artur Garcia é cosplayer e encarna o Juiz mais barra pesada de Mega City One. Na entrevista a seguir falamos sobre os filmes, a razão para o fracasso do longa com Stallone, e os motivos que levam personagens como Juiz Dredd e Justiceiro a fazerem tanto sucesso com o público.

Eu sou a Lei!!!

Super Ninguém: O Juiz Dredd já teve duas versões no cinema, a primeira delas em 1995 com Sylvester Stallone, bastante criticada tanto pela crítica quanto pelo público em geral. Na sua opinião, porque essa estreia do personagem no cinema foi tão ruim?

Artur: Acredito que começamos equivocando a dublagem, pois o Dredd interpretado pelo Stallone não tinha uma voz firme na dublagem como no personagem, e também o fato de o personagem parecer muito bonzinho e ficar muito tempo sem o capacete, algo que contraria sua essência. A falta de ação efetiva também foi um dos fatores.

Super Ninguém: Já o segundo filme, Dredd (2012) com Karl Urban no papel principal, foi bem mais violento e teve uma recepção muito melhor. Na sua opinião, quais foram os principais motivos que levaram esse filme a superar o anterior?

Artur: A violência é a marca de Dredd, e isso foi bem explorado no segundo filme. A atuação de Urban foi bem mais fiel aos quadrinhos, e isso encheu os olhos dos admiradores do personagem.

Super Ninguém: Você gostaria de ver uma sequência de Dredd com Karl Urban ou um novo ator interpretando o personagem?

Artur: Uma sequência é sempre bem vinda, desde que sigam o personagem. Eu apostaria em Karl Urban, pois já demostrou ter encarnado o personagem.

Super Ninguém: Dredd vive em Mega City One, em um futuro onde a lei é mantida por juízes, responsáveis não apenas por prender, mas por julgar e executar os criminosos. A Marvel possui o Justiceiro, que embora aja como um fora da lei, faz basicamente isso, julga e executa. Por que você acha que este tipo de personagem acaba fazendo tanto sucesso?

Artur: Acredito que seja pelo fato de não protelar uma sentença.

Parado, cidadão!!!

Super Ninguém: Você acha que a falta de confiança no sistema judiciário leva pessoas a desejarem que agentes da lei pratiquem uma forma de justiça semelhante a que Dredd pratica?

Artur: Sem dúvida, nossas leis são ultrapassadas e com muitas brechas, o que leva a população a desejar algo mais rápido e eficaz contra o crime.

Super Ninguém: Dredd não é um personagem tão conhecido quanto os heróis da Marvel ou da DC Comics. Você já foi em eventos com esse cosplay? As pessoas o reconhecem?

Artur: Comecei a planejar meu cosplay em dezembro de 2019, com a pandemia e o adiamento dos eventos, só dei umas voltas pela rua. Algumas pessoas reconheceram por conta do filme.

Super Ninguém: Além de Dreed, quais outros cosplays você faz?

Artur: Shay Cormac, de Assassin’s Creed Rogue

Super Ninguém: Tem plano para algum novo cosplay em 2021?

Artur: Em 2021 preciso estrear o Dredd, mas para 2022 estou em dúvida entre Capitão Harlock (filme de 2013) e Robocop (1987).

Super Ninguém: Qual a importância do universo Cosplay em sua vida?

Artur: Posso dizer que é meu momento “yoga” (kkkk), eu me desligo do mundo e encarno o personagem. Ao final do dia me sinto mais leve que o ar e me sentindo grato pelo reconhecimento do público.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *