Espectro Girl: One Punch Man, careca de tanta força

Por Espectro Girl

Muito provavelmente você já viu algo sobre esse anime, seja uma cena fora de contexto ou uma imagem que viralizou aleatoriamente como um meme, mas de alguma forma você o conhece.

One Punch Man, com sua primeira publicação em mangá no ano de 2009 e tendo continuidade até os dias atuais, conta com seus mangás e um anime com duas temporadas e a terceira já programada.

A história apresenta a vida de Saitama, homem de 25 anos que ficou careca de tanto treinar. Isso, careca de tanto treinar, você não leu errado. Em um mundo onde vários super-heróis lutam para defender as cidades dos ataques dos monstros, Saitama sempre foi um trabalhador comum frustrado com seu cargo e péssimo salário; uma abordagem repentina por um vilão semelhante ao Seu Siriguejo do Bob Esponja acabou influenciando em sua concepção sobre sua vida atual, fazendo-o se questionar sobre a vida que levava, se realmente queria manter isso ou se existia a possibilidade de mudar seu rumo.

Desde então passou a seguir estritamente um treino, cem abdominais, cem agachamentos, cem flexões e corridas de 10 km por dia, em um ano e meio, além de ficar absurdamente forte e insuperável, ainda ficou com a cabeça lisinha sem um único fio de cabelo.

Um tema trabalhado de forma bem discreta no início da história, chamando a atenção até mesmo de estudantes e profissionais da psicologia foi a forma que a depressão foi tratada, onde o protagonista atingiu seu objetivo e nada é maior que ele, passou a ser superior a todos, a falta de um objetivo ou um desafio tornou sua vida monótona, como o mesmo diz diversas vezes; sua vida é entediante e nada o entretém mais.

É algo até mesmo para ser questionado na vida real. Artistas famosos são os maiores alvos dessa situação, depois que atingem toda a fama e sucesso, muitos dizem que eles se desvirtuam dos caminhos corretos apenas por serem ricos e influentes, mas se vermos pelo ponto de vista apresentado pelo Saitama, eles se encontram em um patamar tão alto e invejável, que nada mais é um desafio, nenhum recorde está mais ali para ser quebrado, eles estão em busca de algo que os deixem na mesma adrenalina de quando a carreira individual estava começando a decolar, para se sentirem empolgados e ansiosos novamente.

Após um debate sério com diversos fãs do anime, a conclusão foi unanime; a segunda temporada pode ser totalmente ignorada, fingindo que a primeira é uma história fechada em 12 episódios. Os que acompanham o mangá sempre dizem que a sequência será melhor e só precisamos dar uma segunda chance, mas depois da grande decepção… A esperança é a mais difícil de voltar.

One Punch Man (Saitama), o super careca

A primeira temporada é toda focada em como o Saitama é apenas um super-herói por diversão, que derrota os monstros para se entreter e ninguém encher o seu saco, até que o ciborgue Genos pede para ser seu aprendiz, desde então o seguindo para todos os lados com a finalidade de descobrir qual o segredo de tamanho poder, afinal seu maior objetivo é vingar sua família que foi destruída por um ciborgue enlouquecido; como único sobrevivente por um milagre, aquele era seu maior foco.

O desenvolvimento da aproximação de ambos é esplendido, a forma como o Saitama parecia receoso em ter um aprendiz, a forma que Genos queria sempre estar próximo de seu mestre, a raiva que o careca passou quando descobriu que pra ganhar dinheiro sendo herói precisava ser parte da Associação dos Heróis; é uma palhaçada atrás da outra.

Essa pegada piadista acabou se perdendo na segunda temporada, tentaram fazer uma jogada mais séria com uma trama mais política e não encaixou na cabeça dos fãs, e creio que seja preciso um milagre para recuperarem o estrago na terceira temporada.

Em conclusão; assistam a primeira temporada, de preferência dublado pois a dublagem brasileira é simplesmente maravilhosa e cheia de piadinhas nacionais, se perguntarem da segunda temporada você se joga no chão e finge que morreu.

Gostaria de deixar em off também que estou no fim de minha sanidade mental, como base para essa conclusão usei a medida do crush que eu fiquei no ciborgue Genos. Sinceramente, eu não aguento mais.

_______________________________________________________

Espectro Girl está temporariamente internada para tratamento psiquiátrico após começar a procurar por garotos que se pareçam com o ciborgue Genos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *