NOSTALGIA ESPECIAL: Harold Ramis e suas Comédias Maravilhosas

Por Will Nygma

Para quem não conhece ou acha que não conhece, veremos aqui algumas das comédias mais engraçadas e consagradas do cinema que tem o dedinho de Harold Ramis. Com certeza você já deve ter visto alguma vez, ou já deve ter pelo menos ouvido falar, mas não está ligando o nome à pessoa.

Pois bem, ele não apenas interpretou o Egon Spengler, líder dos Caça Fantasmas (além de ser o criador e roteirista dos filmes e da série animada que passava na TV nos anos 80 e 90) como também era conhecido e muito respeitado em Hollywood por sua participação em filmes clássicos da década de 1980 e 1990. Até 2009 trabalhou como roteirista e diretor de outros clássicos da comédia, além de algumas participações em filmes do gênero, mas era por trás das câmeras que ele mais se destacava, por isso alguns o desconhecem, sem imaginar como seus filmes são famosos e muito aclamados pela crítica e são sempre lembrados, além de serem referência para o cinema do gênero até hoje.

Caça Fantasmas, filme de 1984, onde Harold Ramis interpretou o cientista Egon Spengler

Em “Os Caça-Fantasmas”, que figura no ranking das comédias de maior bilheteria, com arrecadação de US$ 291,6 milhões de dólares em todo mundo, em valores da época, já vemos que ele tinha um ótimo faro para comédias. Harold Ramis sempre colaborou de alguma forma em filmes do gênero, atuou em “Melhor é Impossível” com Jack Nicholson,  dirigiu Robert De Niro e Billy Cristal em “Máfia do Divã”, “Endiabrado” com Brendan Fraser, “Eu, Minha Mulher e Minhas Cópias” com Michael Keaton e “Ano Um” com Jack Black e Michael Cera, se tornando uma referência declarada dos atores Adam Sandler, Jim Carrey e de diretores consagrados como Judd Apatow (As Loucuras de Dick & Jane, O Virgem de 40 Anos, Missão Madrinha de Casamento, Quase Irmãos).

“Quando eu tinha 15 anos, eu entrevistei Harold para minha estação de rádio na escola. Ele era a pessoa que eu queria ser quando eu crescesse”

Judd Apatow

Judd Apatow, que mais tarde dirigiria Ramis em “Ligeiramente Grávidos”(2007), seguiu os passos de seu ídolo e também nos brindou com ótimas comédias, mantendo vivo seu legado até hoje.

Harold Ramis foi premiado em “Feitiço do Tempo” (1993) com Bill Murray, pelo qual ganhou um BAFTA de melhor roteiro original, além de “Clube dos Pilantras” (1980), “Férias Frustradas” (1983) com Chevy Chase (clássico do Cinema em Casa), “Máfia Volta ao Divã” (2002) com Billy Cristal e Robert De Niro, entre outros. Ele foi um dos roteiristas de “O Clube dos Cafajestes”, cult de 1978.

 Entre outros filmes em que atuou estão “Recrutas da Pesada” (1981), “Presente de Grego” (1987), Os Cabeças de Vento (1994), “Correndo Atrás do Diploma” (2002), “Alta Fidelidade” (2000) onde fazia o pai de John Cusack, entre outros, além de ter dirigido episódios da série “The Office” (2006-2007) com Steve Carell (O Mágico Burt Wonderstone) e John Krazinsky (Um Lugar Silencioso).

Infelizmente o ator, diretor e roteirista Harold Ramis faleceu aos 69 anos em Chicago, nos EUA, em 24 de fevereiro de 2014. De acordo com o jornal “Chicago Tribune”, morreu em decorrência de um tipo raro de vasculite autoimune, que provoca o inchaço de vasos sanguíneos. Sua mulher, Erica Mann Ramis, disse ao jornal que ele lutava contra a doença desde 2010. Seu último filme foi “Ano Um” de 2009. No remake de “Caça Fantasmas” (2016) ele recebe não só uma menção especial nos créditos como uma estátua dele pode ser vista na Universidade onde Kristen Wiig (Mulher Maravilha 1984) trabalha.

CONFIRA ALGUNS DOS PRINCIPAIS FILMES ESCRITOS E DIRIGIDOS POR HAROLD RAMIS:

“Clube dos Pilantras” de 1980

Tinha tudo mesmo pra se tornar um dos grandes sucessos do início dos anos 80 e continuar um cult até hoje. Com um elenco incrível, a comédia dirigida por Harold Ramis, tinha Bill Murray (Um Santo Vizinho), Chevy Chase (Confusão Em Dose Dupla) e Rodney Dangerfield (Tudo Por Uma Herança) como protagonistas, e fez tanto sucesso que gerou até mesmo uma continuação em 1988. Eu sempre via este hilariante filme nas madrugadas da Globo, lembro quando estreou na Tela Quente, meu pai e eu nos rachávamos do começo ao fim de tanto rir.

“Férias Frustradas” de 1983

A família Griswold liderada pelo comediante Chevy Chase (Golpe Sujo), está de férias e resolve ir para o “Walley Park”, um parque temático, mas até chegarem ao local, muitas confusões acontecem e, quando eles finalmente chegam… ai todo mundo ai já viu né, da vontade de rir só de lembrar, mas não vamos estragar a surpresa para quem ainda não viu. Diversão mais do que garantida. Esse filme fez parte de vários anos de minhas férias escolares, sempre passava no Cinema em Casa. No elenco ainda temos os ótimos e hilários Randy Quaid (Inimigos Para Sempre) e a musa Beverly D´Angelo (Hair).

CURIOSIDADE: A montanha russa que Clark chamou no filme de “Whipper Snapper” tem na verdade, o nome de “The Revolution” e foi a primeira montanha russa a ter um giro vertical de 360 graus.

O filme ganhou diversas sequências ao longo dos anos, inclusive uma em 2015 com Ed Helms (Se Beber Não Case) como filho de Chevy Chase e Beverly D´Angelo que fazem uma pequena participação no filme intitulado apenas de “Férias Frustradas”. Também vale a pena conferir após ver o original, o que deixa tudo mais nostálgico e engraçado.

Os Caça Fantasmas” de 1984

Como já dito, ele não apenas interpreta o Egon Spengler, mas também assina o roteiro. Em um misto de comédia e terror, o filme não apenas rendeu milhões aos cofres e tornou seus astros conhecidos mundialmente, como mudou a estética do cinema, não apenas pelos efeitos especiais inovadores na época, mas pela trama bem elaborada, explorando a comédia e o terror na mesma intensidade sem medo de arriscar.

No filme ele ao lado dos consagrados Bill Murray (Space Jam) e Dan Aykroyd (Trocando as Bolas) formam uma equipe de paranormais que montam uma agência para investigar fantasmas na cidade de Nova York. Completando o elenco com Ernie Hudson ( O Corvo de 1994) como novo membro dos Caça Fantasmas, além da secretária Janine interpretada por Anni Potts (A Garota de Rosa Shocking) e as participações especiais de Rick Moranis (Querida Encolhi as Crianças) e Sigouney Weaver que até a época despontava com “Alien O Oitavo Passageiro” (1979).

“Os Caça Fantasmas II” de 1989

O filme ganhou uma divertida e milionária sequência direta em 1989, sendo muito bem recebido pelos fãs e recebendo críticas mistas, considerado um Cult, movimenta fãs e uma indústria de produtos licenciados até hoje. Desta vez quem rende uma ótima participação no filme é o ator e comediante Peter MacNicol de “A Família Addams 2”, “Mr. Bean: O Filme” e “Drácula Morto Mas Feliz”, que faz o curador do Museu onde começam a acontecer coisas sobrenaturais que a equipe vai investigar. Todo elenco anterior retorna nessa continuação que ganhará uma sequência direta mais de 30 anos depois com os herdeiros e direção de Jason Reitman, filho de Ivan Reitman, diretor dos filmes originais. “Os Caça Fantasmas: Mais Além” tem previsão de estreia no final do primeiro semestre de 2021.

“Feitiço do Tempo” de 1993

Um repórter (Bill Murray) de televisão que faz previsões de meteorologia, vai a uma pequena cidade fazer uma matéria especial sobre o celebrado “Dia da marmota”. Pretendendo ir embora o mais rapidamente possível, ele inexplicavelmente fica preso no tempo, condenado a vivenciar para sempre os eventos daquele dia. Esse é o filme mais famoso, respeitado pela crítica e premiado do diretor Harold Ramis e ainda conta com Andy MacDowell (Sexo, Mentiras e Videotape) no elenco.

“Eu, Minha Mulher e Minhas Cópias” de 1996

Uma comédia e ficção científica, co-escrito e dirigido por Harold Ramis. No elenco os ótimos Michael Keaton (Bettlejuice: Os Fantasmas de Divertem) e Andie MacDowell (Quatro Casamentos e Um Funeral). Keaton volta ao gênero que o consagrou antes de viver o Batman (1989) nos cinemas. Aqui ele precisa de desdobrar em vários (literalmente) para conseguir dar conta de tudo, o que acaba criando situações corriqueiras bem interessantes e engraçadas depois que ele resolve se clonar. O mais divertido é ver a versatilidade do ator interpretando várias versões de si mesmo com ótimos efeitos visuais. Destaque pra participação de Eugene Levy (O Cara) conhecido como o divertido paizão da série de filmes “American Pie”.

“Máfia no Divã” (1999)

Robert De Niro (Fogo Contra Fogo), o chefe de uma “família”, tem repentinamente ataques de ansiedade por causa de problemas do passado. Assim, decide consultar secretamente Ben Sobel, interpretado pelo hilário Billy Crystal (Harry & Sally), um psiquiatra, pois se a história se espalhar vão dizer que ele está “frouxo”.  Martin Scorsese esteve cotado para dirigir, mas não aceitou a função. O filme de Ramis fez tanto sucesso que rendeu uma ótima continuação em 2003.

“Endiabrado” de 2000

É um  remake de “O Diabo é Meu Sócio” de 1967, originalmente escrito por Peter Cook. Ele foi dirigido por Harold Ramis e estrelam Elizabeth Hurley (Austin Powers) e Brendan Fraser (A Múmia). O filme ganhou em 2001 o Golden Trailer Award de melhor sequência. Era um dos meus filmes favoritos na adolescência. Fraser não é somente engraçado como se mostra bem versátil ao criar diversos tipos.

CURIOSIDADE: Em determinada cena do filme, Elizabeth Hurley aparece com dois cachorros, cujos nomes são Dudley e Peter. Trata-se de uma homenagem aos atores Dudley Moore (Tal Pai, Tal Filho) e Peter Cook (Sherlock & Eu), que estrelaram a versão original do filme.

Diversão garantida.

“Ano Um” de 2009

Foi o último e talvez o melhor filme já escrito e dirigido por Harold Ramis. Na trama, Zed (Jack Black) é um caçador e Oh (Michael Cera) tem como tarefa colher frutas. Eles vivem na era pré-histórica e são grandes amigos que vivem as maiores aventuras passando por diversas passagens bíblicas e históricas pra contar o que seria esse tal “ano um” da humanidade, com um humor ácido, crítico e muito inteligente, mesmo muitas vezes se utilizando de banalidades e o pastelão, mas tudo muito equilibrado.

Um filme que merece ser visto diversas vezes, a primeira vez que vi eu chorei de rir e a priori não havia chamado a minha atenção, mas quando nos surpreendemos com ele passando na TV (canal FX sempre passa), me arrependi de nunca ter assistido. É muito bom e cada vez que assistimos ele parece ficar mais engraçado pela quantidade de gags e referências que o filme tem.

Imperdível.

Bom, é isso pessoal, essa foi a minha seleção de alguns dos seus melhores filmes, mas existem muitos outros, basta pesquisar se você se interessou em saber mais sobre ele. Bom divertimento assistindo essas hilariantes comédias, seja para conhecer ou recordar.

HAROLD RAMIS: Descanse em Paz enquanto a gente ri muito com as ótimas obras que nos deixou. Obrigado!!!

______________________________________________________________________

Will Nygma é Ator, cantor, performer, roteirista e diretor de teatro e cinema. Formado em Produção Audiovisual e Teatro, estudou letras, música e crítica de cinema. Nerd convicto, cosplay vencedor por 6 anos consecutivos na CCXP, também é um ávido colecionador de filmes e action figures e criador dos filmes dos Maníacos De Arkham, além de especialista no universo do Batman e em fazer imitações de cantores, personagens de desenhos animados e dos professores na época de escola.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *