Cosplay Canário Negro

Cosplayer: Lay Vargas

Quanto custou no total o seu cosplay: Aproximadamente R$65,00

Tempo que levou para ficar pronto: 2 semanas

O que mais deu trabalho para fazer: Achar o Body de Veludo

Conselho para quem for fazer o cosplay: Sempre ficar atenta ao tamanho das peças

Cosplay Canário Negro / Cosplayer Lay Vargas

Super Ninguém: Vamos começar com você nos dizendo o que mais lhe chamou a atenção na personagem e que fez você pensar nela para um cosplay.

Lay Vargas: Desde criança, a Canário Negro foi uma das minhas heroínas preferidas e nada mais justo do que ela ser a minha primeira na lista de cosplay de heroínas.

Super Ninguém: O quão alto você consegue gritar?

Lay Vargas: Acho que não tão alto quanto a Canário Negro, hahaha, igual ela não tem igual.

Super Ninguém: Desde sua aparição nos quadrinhos, até passar pelas telas da TV e do cinema, a Canário já teve diversos uniformes, qual a sua versão favorita e quais você faz como cosplay?

Lay Vargas: A versão que eu mais gosto é a dos desenhos (foi a primeira com a qual eu tive contato) mas gosto muito também da versão com o macacão preto, esta última ainda não fiz, mas quem sabe.

Super Ninguém: Mencionamos cinema, então, você assistiu Aves de Rapina no cinema? O que achou da Canário Negro interpretada por Jurnee Smollett-Bell?

Lay Vargas: Assisti sim e particularmente amei, achei que a atriz super combinou com o papel e os figurinos estão impecáveis.

Cosplay Canário Negro / Cosplayer Lay Vargas

Super Ninguém: Você acha que um filme solo da Canário Negro, que já foi até cogitado pela quadrinista Gail Simone, seria uma boa ideia? Você gostaria de ver Smollett-Bell reprisando o papel?

Lay Vargas: Uma super ideia e eu espero que sigam adiante, seria com certeza um filme incrível e poderíamos ver mais a atriz entregando várias vertentes da personagem.

Super Ninguém: Antes da pandemia paralisar as nossas vidas sociais, você costumava ir em eventos? Foi em algum deles como Canário? Como foi a reação do público?

Lay Vargas: Já fui em alguns eventos de cosplay, mas infelizmente, só consegui finalizar o cosplay da Canário Negro durante a pandemia, então não fui em nenhum evento assim, mas espero ir assim que tudo normalizar.

Super Ninguém: Há alguma história divertida ou interessante que aconteceu com você em um destes eventos que queira compartilhar com a gente?

Lay Vargas: Tem uma que na hora foi bem desesperador, mas hoje acho engraçada, acredito que foi o primeiro cosplay que eu fiz, e era a Ada de Resident Evil, minha mãe costurou o vestido e na noite anterior ao evento, quando fui pintar as flores que tem na lateral do vestido, o evento começava às 09:00. Fui conferir a roupa logo cedo e a tinta não tinha secado por completo, vesti mesmo assim e fui. Por sorte estava ventando bastante e a tinta secou, mas por pouco não desisto de ir.

Super Ninguém: Além da Canário, quais outros cosplays você faz? Tem algum cosplay futuro em seus planos?

Lay Vargas: Já fiz alguns, principalmente agora na pandemia, hahaha. Fiz a Anne, de “Anne with an E”, Malévola, Saylor Moon, Charlie de “Hazbin Hotel”, Yennefer de “The Witcher” e por aí vai, hahaha. Tenho planos de fazer outros cosplays do mundo gamer e de filmes.

Super Ninguém: Qual a importância do universo cosplay em sua vida?

Lay Vargas: Acho que principalmente agora, durante a pandemia, me ajudou muito a não surtar, consegui ocupar a cabeça pensando e montando vários cosplays. Além disso tem as amizades que eu fiz e que hoje levo para vida, são pessoas incríveis.

_____________________________________________________

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *