O Vale Nerd – “Por trás de seus olhos” e o vício em super poderes

Por Everton Nucci

Olá todo mundo, bem vindes ao vale! Eu sou Everton Nucci e hoje vou levantar uma discussão que está na minha mente há algum tempo e que foi reavivada com o novo sucesso da Netflix.

Respondam-me uma coisa: Qual é a diferença entre Batman sem super poderes e Superman sem super poderes? A diferença é que o Batman não precisa deles. Para ser mais claro basta comparar o filme “Superman 2” com a animação “Batman Animated Series”. No filme, quando Superman abre mão de seus super poderes e torna-se apenas Clark Kent ele simplesmente leva uma surra de uns caras aleatórios num bar qualquer. Já na animação, quando o Espantalho joga Bruce Wayne num fosso de crocodilos, Bruce os mata com as mãos nuas, sem armadura, sem cinto de utilidades.

Não é a primeira vez que vejo algo assim acontecer, parece que sem os super poderes esses heróis tornam-se inúteis ou perdem metade do cérebro. Eu até entendo que Clark Kent não tenha super força, mas será que ele esqueceu como lutar ou se defender? Nesses anos de combate ao crime ele nunca enfrentou uma criatura tão ou mais forte do que ele? Basicamente, Clark é incapaz de bater no valentão do bar, mas Superman é capaz de bater no Zod? Só Bruce se prepara para essas situações adversas?

Parece até que esses caras são viciados em super poderes, uma vez obtidos, eles esquecem qualquer outra forma de lidar com seus problemas. Tenho a mesma impressão com um dos meus animes favoritos: “Death Note”, eu acho a história incrível, bem escrita, viciante e recomendo muito, mas é inegável a impressão que temos no decorrer da série de que, depois que aquela disgrama de livro dos mortos aparece, as personagens parecem esquecer de que existem muitas outras formas de matar uma pessoa (crianças, não façam isso em casa). É sério, havia situações em que eu me perguntava se não era mais fácil simplesmente dar um tiro em quem estava incomodando do que perder uma eternidade bolando aqueles esquemas mirabolantes. A cena final, quando o vilão é derrotado, é o maior exemplo disso.

E por que raios estou discutindo isso? Infelizmente, se eu contar eu terei que te matar! Digo, se eu contar eu entrego um enorme spoiler do último episódio de “Por trás de seus olhos” (“Behind Her Eyes” no original), e isso é contra meus princípios. Mas basta dizer que, se certa personagem não tivesse “esquecido” que existem inúmeras formas de se invadir uma casa, ou que em casos de incêndio o correto é chamar os bombeiros, uma enormidade de problemas teria sido evitada.

Se ele falar mal da série eu vou ter que matá-lo!

Isso significa que essa é uma série de Super Heróis? Isso eu não posso dizer. Isso significa que as pessoas da série tem super poderes? Isso eu não posso dizer. Mas tem alguém do vale na série? Isso eu não posso dizer! Tem algo que eu possa dizer? Não sem estragar a série toda! Então qual o sentido dessa matéria? Criar mistério!

Nota do Editor: Por que ainda aturamos o Everton? Isso eu não posso dizer!

A série é uma criação de Steve Lightfoot (produtor executivo e roteirista da série “Hannibal”, e showrunner da série “Marvel’s The Punisher” da Netflix) e é uma série de suspense e mistério, no melhor estilo Agatha Christie, Super Cine, a história te conduz por caminhos obscuros e te faz suspeitar de tudo e de todos. É impressionante a quantidade de coisas que acontecem em um único episódio, são apenas 6 mas são tantas surpresas e viradas na trama que parece muito mais do que isso. Na verdade, ainda no primeiro episódio eu já estava perguntando para o meu marido quantos havíamos assistido.

E se na metade da série você ainda estiver se perguntando o que raios está acontecendo, não estranhe. Você acompanha as personagens envolvidas em relacionamentos abusivos, distúrbios psicológicos, traições, intrigas e não sabe dizer quem afinal está mentindo. Mais do que isso, se pergunta o que é realidade e o que não é. E o mais interessante é que o que parecem ser perguntas, na verdade são pistas: O que aconteceu com o braço dele? O que tem naquele poço? Qual o sentido daquele diário? Ela já sabe da traição antes de acontecer? Onde as drogas entram na história? Por que diabos essa mulher não contrata uma cozinheira?

Eu li a matéria e ainda não entendi se é sobre uma série, um anime ou sobre super-heróis.

Todas essas respostas estão na série, isso inclui a razão de eu ter começado a matéria falando de “Batman”, “Superman” e “Death Note” e de não ter contado absolutamente nada sobre o roteiro, confira agora mesmo, mas tire as crianças da sala pois essas personagens não conseguem parar de fazer sexo.

E se você quiser conversar comigo, falar sobre super heróis viciados em super poderes, filmes e séries misteriosas. Mande seu e-mail para contato@superninguem.com.br, ou deixe seu comentário logo abaixo.

E a dica do dia é o Filme “Entre facas e segredos” (“Knives Out” no original) um romance policial em estilo clássico com Daniel Craig e grande elenco. Por hoje é só, obrigado por lerem essa coluna, continuem acessando o site e fiquem em paz!

_______________________________________________

Everton Nucci não pode dizer nada sobre ele!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *